OUTROS FORMATOS

RECITAIS, ENCONTROS E POCKETS

CAIO EM CONSTRUÇÃO – RECITAL/MÚSICO TEATRAL

com Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé

Caio em Construção - Foto Vitório Beretta 3

Caio em Construção apresenta parte do universo ficcional, lírico e existencial de Caio Fernando Abreu – um dos maiores nomes da literatura brasileira – através de suas crônicas, trechos de cartas, contos, poemas e depoimentos. Com música ao vivo (hand pan, violão e percussão) e muita versatilidade, é adaptável a diferentes espaços e inúmeros tipos de eventos, permitindo também o formato “teatro em casa”.

40 minutos | 12 anos

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=G3cruoF-fyk&t=6s

Na íntegrahttps://www.youtube.com/watch?v=dR6BnmS8SxY

 

FICHA TÉCNICA

Textos: Caio Fernando Abreu 

Roteiro: Deborah Finocchiaro e Fernando Ramos

Voz e Violão: Deborah Finocchiaro

Voz, Hand Pan e Pandeiro: Fernando Sessé

Músicas: Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé

Produção e Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

HISTÓRIAS DE UM CANTO DO MUNDO 

com Deborah Finocchiaro

historiasdeumcantodomundochamadosul

É como um cartão postal ao vivo que desvenda a paisagem e a alma de uma cidade, de um estado, de um povo, consequentemente de um país. Em um passeio pela região sul do Brasil, são contadas histórias, lendas, fatos curiosos, costumes, memórias e resgates da tradição oral e cultura popular. A trilha sonora é gravada e executada ao vivo. Com leveza e bom humor, promove a reflexão sobre questões cruciais do nosso tempo. Adaptável a diferentes espaços, públicos e eventos, o formato permite inserir outras histórias de acordo com o interesse do contratante.

“… essas histórias se transformam em uma viagem às entranhas deste povo meio xucro, meio indomável, como elas. São histórias para não dormir. Histórias para despertar o sentido, mais do que o conhecimento, sobre um canto do mundo chamado Rio Grande do Sul.”

Rosina Duarte

45 minutos | livre

Trecho: https://www.youtube.com/watch?v=9vPE4DiYvdo

 

FICHA TÉCNICA

Textos: Rosina Duarte e Erico Verissimo

(com exceção de trechos do poema “Antônio Chimango”, de Amaro Juvenal, do  poema “Pacto Social”,  de Orlando Mazzini Silva e o texto  “Carnaval”, de Deborah Finocchiaro, Dedé Ribeiro e Fábio Zimbres)

Pesquisa: Rosina Duarte

(com exceção de “Carnaval”, de Dedé Ribeiro e Fábio Zimbres)

Concepção, atuação e violão: Deborah Finocchiaro

Trilha sonora:

Concepção musical:Cau Netto, Deborah Finocchiaro e Edinho Espíndola

Arranjos, mixagem, e teclados: Cau Netto

Arranjos, voz e violão: Deborah Finocchiaro

Músicas: Cau Netto e Deborah Finocchiaro (com exceção das músicas “Semeadura”, de Vitor Ramil e José Fogaça)

Produção e Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

PALAVRA BALADA

com Deborah Finocchiaro e Juliano Barreto

PALAVRA BALADA - Foto Giovanna Hagemann

Palavra Balada vem para aguçar a percepção da escuta e do entendimento através do prazer estético, sonoro e espacial. Nasce pela necessidade de levar a literatura aos mais diversos tipos de público e principalmente ao público jovem, tão carente e distanciado das prateleiras de livros.

Estimular a leitura, a escuta, o exercício do pensamento crítico, os questionamentos através da fusão da música eletrônica e acústica com a literatura. Dizer a letra, sonorizar, dar ritmo, tocar e cantar a palavra são alguns dos objetivos do projeto. A partir daí desenvolve-se o conceito do “DJ Literário”! O DJ, o tocador de música, aquele que bota pra dançar.

Os performers Deborah Finocchiaro (atriz) e Juliano Barreto (cantor) ultrapassam as barreiras das suas linguagens e papeis artísticos e fundem-se, diluem-se, colocando-se  a serviço da mensagem.

No repertório misturam-se textos, poemas e músicas que abordam questões decisivas dos nossos tempos, tais como a injustiça social; a banalização da violência; o egoísmo; as relações privadas de diálogo e convívio presencial em uma sociedade baseada na competição, na maledicência e no acúmulo de bens materiais.

Se é utopia, então sejamos utópicos e sigamos sonhando e principalmente agindo, pois acreditamos na arte e na educação como únicos caminhos capazes de contribuir por uma sociedade menos desigual, mais justa, digna, generosa e humana.

60 minutos | Livre

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=Aa5ksYvQViY&feature=youtu.be

 

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Deborah Finocchiaro e Juliano Barreto

Seleção de textos: Deborah Finocchiaro

Voz, piano, percussão e direção musical: Juliano Barreto

Voz, violão e ukulele: Deborah Finocchiaro

Produção e Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

BÊNÇÃO POETINHA

com Deborah Finocchiaro, Pablo Trindade e Anaadi

Benção Poetinha - foto Giovanna Hagemann -

Benção Poetinha é um show literomusical. Fala do amor, exalta a vida e traduz questões cruciais dos nossos tempos, através do vasto universo do mestre Vinicius de Moraes.

Canções, textos e poemas são tocados, falados e cantados de maneira delicada, profunda e contundente. Os sentidos são aguçados, o prazer artístico compartilhado, o exercício do pensamento crítico estimulado e a amizade revigorada.

Vinicius de Moraes (1913-1980), poeta, dramaturgo, jornalista, diplomata, cantor e compositor passou a vida rompendo convenções sociais. Passou da poesia culta para a popular, misturando ritmos brancos com negros, samba com candomblé e o comportamento aristocrático com o boêmio. Além de ter um dos fundadores da bossa nova, foi também importante poeta da segunda fase do modernismo e um dos mais famosos compositores da música popular brasileira. Qualquer que seja a análise feita da obra de Vinicius de Moraes, não se pode escapar das palavras “mudança”, “evolução”, “transição”. Sua poesia, além de ser a encarnação do movimento e do transitório, elege a busca como motor primordial: do divino, da coisa ordinária, do homem concreto, do homem social, do homem banal, do amante e, sobretudo, da mulher. Não importa que Vinicius parta do etéreo para chegar ao real, o que mais vale em sua obra é a busca da fusão com a vida.

“… haverá nos olhos, na boca, nas mãos, nos pés de todos uma ânsia tão intensa de repouso e de poesia, que a paixão os conduzirá para os mesmos caminhos, os únicos que fazem a vida digna: os da ternura e do despojamento… A esse mundo, só a poesia poderá salvar, e a humildade diante da sua voz…”

Vinicius de Moraes

50 minutos | Livre

Teaser:https://www.youtube.com/watch?v=_Gh3115-3q4&feature=youtu.be

 

FICHA TÉCNICA

Textos, poemas e músicas: Vinícius de Moraes

Repertório: Deborah Finocchiaro e Pablo Trindade

Voz e piano: Pablo Trindade

Intérpretes: Anaadi, Deborah Finocchiaro e Pablo Trindade

Produção e Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

LEITURA ÀS CEGAS – UMA JAM LITEROMUSICAL PARA ABRIR OLHOS E OUVIDOS

com Deborah Finocchiaro e Andréa Cavalheiro

44787647_2025522451071981_2405091938123382784_n

O projeto Leitura às Cegas nasce para exercitar a entrega, a espontaneidade, a  percepção da escuta, da palavra e do entendimento através da delicada e amorosa condução das artistas Andrea Cavalheiro e Deborah Finocchiaro.

O formato é simples: a partir de um livro, se elege o tema e as músicas que serão executadas ao vivo. A leitura dos trechos se dará também por parte dos espectadores, que são, de forma horizontal, convidados a participar desse processo criativo.

Tem como objetivos estimular a leitura, o exercício do pensamento crítico, o compartilhamento e a generosidade por meio da fusão da literatura e da música.

Nessa edição, as artistas partem do livro “O Círculo dos Mentirosos”, de Jean-Claude Carrière e de músicas que falam sobre o mundo da mentira.

Em “O Círculo dos Mentirosos – Contos filosóficos do mundo Inteiro”, Jean-Claude Carrière, no papel de narrador anônimo, chega numa praça de um vilarejo, reúne a população e começa a contar suas histórias. O livro traz vinte e um capítulos temáticos, reunindo contos de diversas tradições, do zen-budismo ao mundo islâmico, em que narradores de terras distantes tratam de vários assuntos, mas sempre se interrogando sobre a origem do mundo, da morte e do mundo do além.

60 minutos | livre

Trailer: https://youtu.be/urvM8GVDD94

 

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Andrea Cavalheiro e Deborah Finocchiaro

Voz e percussão: Andrea Cavalheiro

Voz, violão e ukulele: Deborah Finocchiaro

Produção e realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

UM PALCO PARA FREUD – RECITAL / MÚSICO TEATRAL

com Deborah Finocchiaro e Beto Herrmann

Um Palco para FREUD - foto Roberta Amaral -39e4655b2ff7

Em formato de recital, o espetáculo narra, através de canções e textos, a jornada de Sigmund Freud, elucidando sua busca incessante por respostas aos mistérios da mente, e também mostrando episódios marcantes de sua vida particular. No universo dos desejos, pulsões sociais e individuais, bem como em vários mecanismos repressivos que seguem sendo protagonistas da era contemporânea – repleta de incertezas e constantes metamorfoses coletivas – se reafirma o quanto o criador da psicanálise segue sendo atual. Com uma atmosfera intimista e reflexiva, as canções apresentadas transitam por climas de profundo lirismo ou de forte pegada rítmica.

50 minutos | Livre

LINKS:

Trailer: https://youtu.be/eccl2NEtaHA

Espetáculo: https://youtu.be/AEG886YY_Sg

 

FICHA TÉCNICA:

Pesquisa, textos, canções, voz e violão: Beto Herrmann

Voz, cajon e ukulele: Deborah Finocchiaro

Roteiro: Beto Herrmann

Pintura ao vivo: Alexandre Carvalho

Produção: Interação Projetos Culturais – Lia Aretz

Parceria Cultural: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

Apoio: SIG – Sigmund Freud Associação Psicanalítica

Produção e realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

A ESPESSURA DA VIDA

com Deborah Finocchiaro, Nora Prado e João Maldonado

A Espessura da Vida - fotos Roberta amaral 3

Com música ao vivo, são apresentados, cantados e contados textos, poemas e trechos de entrevistas de Carlos Drummond de Andrade, Mario Quintana e poemas do livro “A espessura da vida” da própria Nora Prado. É adaptável a diferentes espaços e inúmeros tipos de eventos, permitindo também o formato “teatro em casa”.  

45 minutos | livre

Trecho: https://www.youtube.com/watch?v=5KtukcB6psE&amp=&feature=youtu.be

 

FICHA TÉCNICA

Textos: Nora Prado, Mario Quintana, Carlos Drummond de Andrade

Deborah Finocchiaro: atuação, músicas, violão e ukulele

Nora Prado: atuação

Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

PALAVRA DE BOLSO – Mário Quintana

com Deborah Finocchiaro

palavra de bolso- foto Fabio Prates - 10abril16 - IMG_1295 (Large)

Palavra de Bolso apresenta uma das tantas formas possíveis de traduzir parte do vasto universo do gênioanjopoeta Mario Quintana.

Entre palavras, gestos, fragmentos e música, são apresentados seus pontos de vista que são compreensíveis aos mais diversos tipos de público, pois como já dizia o poeta: “…minhas palavras são quotidianas como o pão nosso de cada dia e a minha poesia é natural e simples comoa água bebida na concha da mão.”

Palavra de Bolso é uma saudação, e revela não apenas o Mario confessional e lírico dos poemas, mas sua face pouco conhecida: a das entrevistas e das frases agudas e desconcertantes que questionam os valores da sociedade, da vida e da morte.

Mario Quintana (1906/1994) é voz ímpar na literatura brasileira do último século. Contestando valores, pesquisando e subvertendo formas, transcendeu o conceito de escola literária e notabilizou-se pelo padrão de suas obras. Sua poética colabora para expandir o pensamento sobre questões cruciais do nosso tempo.

 

40 minutos | livre

Trechos:

https://youtu.be/tnFkI_VGlwU

https://youtu.be/8KZuW331YBs

https://youtu.be/eD1Uiy1Ho3E

https://youtu.be/jFWpMFoMtwo

https://youtu.be/gMXwytV7WYo

Canção Da Primavera – CD Sobre Anjos & Grilos – https://youtu.be/sdZIGCW-uzM

 

FICHA TÉCNICA

Textos e Poemas – Mario Quintana

Roteiro, atuação e violão – Deborah Finocchiaro

Trilha Sonora original – Chico Ferretti

Figurino – Raquel Cappelletto

Produção e Realização – Companhia de Solos & Bem Acompanhados

ERICO DE BOLSO

com Deborah Finocchiaro e Marcelo Adams

O vasto universo do escritor Erico Verissimo, se transforma em uma livre poética cênica. Reúne textos literários e entrevistas, discursos e personagens vindos do “continente” e do mundo dos mortos, que se misturam entre falas, diálogos e música ao vivo, divertindo e emocionando pessoas de todas as idades. Permite o formato “teatro em casa”.

45 minutos | Livre