Deborah Finocchiaro é multiartista, estreou no teatro em 1985. Bacharel em Interpretação Teatral na Faculdade de Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, já participou de centenas de trabalhos como atriz no teatro, cinema e televisão. É também diretora, locutora, produtora, apresentadora, roteirista e ministrante. Ao longo de sua carreira, recebeu 36 prêmios, entre eles 9 de Melhor Espetáculo, 20 de Melhor Atriz, 2 de Melhor Direção, 1 de Melhor Texto Adaptado, 1 de Melhor Roteiro e 3 como Melhor Artista de Teatro.

 

Em 1993 criou a Companhia de Solos & Bem Acompanhados, que tem em seu repertório, entre outros, os espetáculos “Pois é, Vizinha…”, direção Deborah Finocchiaro (1993), “Sobre Anjos & Grilos – O Universo de Mario Quintana”, direção Deborah Finocchiaro e Jessé Oliveira (2006 – além do espetáculo contém CD, lançado em 2015 e DVD, lançado em 2017), “GPS GAZA”, orientação Camila Bauer (2014); “Caio do Céu”, a partir da obra de Caio Fernando Abreu, direção Luís Artur Nunes (2017) e “Diário Secreto de Uma Secretária Bilingue”, direção de Vinícius Piedade e Deborah Finocchiaro (2019). Os projetos “Histórias de Um Canto – Memórias de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul” (espetáculo solo, recital, show musical e um registro da obra em livro/CD – 2008); “Invisíveis – Histórias Para Acordar” (contemplado pelo Programa Iberescena 2020/2021, uma coprodução com o Casulo – Núcleo de Artes Performativas, de Portugal, que consiste em espetáculo virtual, exposições, performance e podcast, direção geral Deborah Finocchiaro – 2020/2021); “Palavra de Bolso – Onde a Literatura ganha Voz” (2016); “Sarau Voador – Literatura e Improvisos Transcriados”(2018). As obras literomusicais: “A Espessura da Vida” (2018); “Leitura às Cegas” (2018) e “Benção Poetinha”, a partir da obra de Vinicius de Morais (2018). O espetáculo audiovisual (ou vídeoteatro) “Classe Cordial” (em parceria com o Coletivo Nômade), direção Jardel Rocha (2021). A websérie “Confessionário – Relatos de Casa”, direção Deborah Finocchiaro e Luiz Alberto Cassol (2020/2021) e os programas / podcasts “Estação Confessionário”, “Estação Sarau Voador” e “Invisíveis – Histórias Para Acordar”, ambos na Rede Estação Democracia e no Spotify (2021).

 

No cinema, entre outros, atuou em “A Matadeira”, direção Jorge Furtado (1994), “Nossa Sra do Caravaggio”, direção Fábio Barreto (2004), “Gildíssima”, direção Alexandre Derlan (2013), “Cromossomo 21”, direção Alex Duarte (2016), “Bio”, de Carlos Gerbase (2016), “Eco”, direção Bárbara Lima (2021) e “Quarto ao Lado”, de Pietro Benvenutti (2021). Foi tema do documentário “Deborah! O Ato da Casa”, longa-metragem de Luiz Alberto Cassol (2020).

 

Na televisão, nas minisséries da Rede Globo “Incidente em Antares” (1994), “Comédia da Vida Privada” (1997) e “A Casa das Sete Mulheres” (2003), nos programas especiais da RBS TV “Contos de Inverno”, “Na Trilha dos Farrapos” (2001), “Aventura” (2002), “Histórias Curtas” (2001, 2007, 2010, 2011 e 2012), na série “Animal” do GNT, direção de Paulo Nascimento (2014).

 

Em 2014 foi a artista homenageada do 21º Festival Internacional de Teatro Porto Alegre Em Cena, ganhando a biografia “A Arte Transformadora”, escrita pelo jornalista Luiz Gonzaga Lopes, que integra o 5º volume da coleção Gaúchos Em Cena. De 2009 a 2019 assinou a coluna de teatro na Rádio Band News FM Porto Alegre – 99,3.

 

https://linktr.ee/deborahfinocchiaro
https://linktr.ee/ciadesolos
www.deborahfinocchiaro.com

PREMIAÇÕES

2022 – Prêmio de Melhor Direção no IX Mostra de Curtas da ParaNóia, por Invisíveis – Histórias para Acordar;

2022 – Prêmio de Melhor Atriz no IX Mostra de Curtas da ParaNóia, por Classe Cordial;

2021 – Prêmio de Melhor Atriz no 20º Rosário em Cena, por Caio do Céu;

2018 – Prêmio Válvula de Escape e Olhares da Cena 2018 de Melhor Atriz, por Caio do Céu;

2013 Prêmio de Melhor Atriz, 2º Melhor Espetáculo no 2º FESTKAOS – Cubatão/SP por Sobre Anjos & Grilos;

2012 Prêmio de Melhor Atriz e Júri Popular Melhor Espetáculo no 40° FENATA – Festival Nacional de Teatro de Ponta Grossa / PR por Pois é, Vizinha…;

2012 Prêmio 3º Melhor Espetáculo, no 8º Festival Nacional de Teatro de Limeira / SP por Sobre Anjos & Grilos;

2011 – Prêmio Funarte de Teatro Myrian Muniz 2011 (Circulação da Companhia de Solos & Bem Acompanhados – PI, TO, RN);

2011 Prêmio Artistas Gaúchos 2ª Edição – categoria Melhor Artista de Teatro;

2007 Prêmio Melhor Espetáculo, Melhor Atriz e Melhor Texto Adaptado no 2º FENAT  – Festival Nacional de Teatro de Campos dos Goytacazes / RJ  por Sobre Anjos & Grilos;

2007 Prêmio de Melhor Atriz e Júri Popular Melhor Espetáculo no 35° FENATA – Festival Nacional de Teatro de Ponta Grossa / PR por Sobre Anjos & Grilos;

2007Prêmio de Melhor Atriz no VII Festival de Teatro de Resende / RJ por Sobre Anjos & Grilos;

2007 Prêmio Melhor Espetáculo e Melhor Atriz no XVI Festival Nacional de Teatro de Florianópolis Isnard Azevedo por Sobre Anjos & Grilos;

2007 Prêmio Quero-Quero SATED/RS 2006 de Melhor Atriz por Sobre Anjos & Grilos;

2004 Prêmio Açorianos 2003 de Melhor Direção e Melhor Espetáculo por O Urso;

2003 Prêmio Melhor Atriz, no 1O Festival Guaçuano de vídeo em Mogi Guaçu / SP pelo Curta Metragem Pois é,Vizinha…;

2003 Prêmio Melhor Atriz – 3ª Mostra APTC de Cinema pelo Curta Metragem Pois é, Vizinha…;

2002 Troféu Negrinho do Pastoreio – Categoria Teatro (Associação Gaúcha de Municípios);

2001 Prêmio “Garota Esmeralda Verão 2001” (opinião pública) por Pois é, Vizinha…;

1999 Prêmio Melhor Espetáculo no VII Festival Nacional de Teatro de Florianópolis Isnard Azevedo por Pois é, Vizinha…;

1998 Prêmio Melhor Atriz – 1º Fest. Nac. de Teatro de Novo Hamburgo por Pois é, Vizinha…;

1998 Prêmio Melhor Espetáculo e Melhor atriz no VII Festival do Vale do Sinos por Pois é, Vizinha…;

1995 Prêmio Bob Pop Show (opinião pública) Melhor na Categoria Teatro em 94;

1995 Prêmio Local Hero (opinião pública) como Melhor Atriz 94/95 por Pois é, Vizinha…;

1994 Prêmio Açorianos de Melhor Atriz por Hamleto;

1994 Eleita Melhor Atriz pelos ouvintes da Rádio 107.1-FM;

1991 Prêmio Tibicuera de Melhor Atriz por A Arca de Noé;

1988 Prêmio Tibicuera de Melhor Atriz por Risco, Arisco e Corisco